1- Tenha um estilo de vida, ao longo de toda a vida, com uma rotina de atividades físicas aeróbicas e para ganho de massa muscular. Manter o corpo ativo e com uma boa proporção de músculo é essencial para estimular o metabolismo e queimar mais calorias.Controle o estresse, tendo na rotina tempo para o descanso, laser e hobbies;

 

2- Durma bem, de forma a sentir-se descansado;

 

3- Cuide da alimentação, evite comer em excesso, assim como, evite consumir muitos carboidratos, alimentos ricos em açúcar e evite o alto consumo de alimentos processados. Tenha uma dieta rica, baseada em alimentos provindos da natureza, como hortaliças cruas, legumes variados, frutas como abacate, coco e açaí, aveia, sementes, castanhas, proteínas de qualidade como ovos, peixes, frango orgânico, iogurte natural sem aditivos, feijões variados; esses alimentos são fontes de fibras, importantes para a flora intestinal, vitaminas, como complexo B e minerais, tudo que é essencial para a formação de energia no corpo e queima de calorias.

 

4- Consuma alimentos pró-tireoide, que auxiliam no funcionamento da glândula, são os alimentos ricos em nutrientes como iodo, selênio, vitamina D, vitamina A, cálcio, zinco, e antioxidantes: gema de ovo, algas marinhas, peixes de água salgada, castanha do Brasil, feijões, abacate, sal marinho ou sal rosa (para temperar os alimentos, sem exagero).

 

5- Beba bastante água, pois a água é utilizada para todas as reações do metabolismo, auxilia nas reações químicas do corpo, transporta vitaminas e minerais para as células funcionarem melhor;

 

6- Evite ao máximo uso de medicamentos que possam ter como efeito colateral o aumento do apetite ou que possam interferir no funcionamento dos hormônios, como acontece com alguns antidepressivos e corticoides. Sempre é bom consultar os efeitos colaterais dos medicamentos de uso contínuo.

 

7- Seguindo o estilo de vida com todas essas recomendações, outra dica para ajudar na queima calórica, é incluir na rotina alimentar, alimentos e especiarias que auxiliam o corpo na utilização de energia, que tem ação antioxidante e anti-inflamatória (protegem as glândulas que produzem os hormônios) e que aumentam a temperatura corporal, são eles:

  • Pimenta cayena
  • Triglicerídeos de cadeia média (óleo de coco)
  • Café
  • Hibisco
  • Chá verde
  • Canela
  • Gengibre
  • Cacau
  • Cúrcuma
  • Vinagre de maçã.

 

RECEITINHAS PARA ACELERAR O METABOLISMO

 

Chás para consumir ao longo do dia:

1. Chá gelado de hibisco com canela: 2 colheres de sobremesa das flores de hibisco para 1 litro de água. Deixe as flores em infusão na água, por 5 a 10 minutos. Coe transferindo para uma garrafa e adicione 1 colher de chá de canela em pó, ou jogue uns paus de canela dentro da garrafa. Ao beber, adicione pedras de gelo. Beba gelado ao longo do dia: ½ pela manhã e ½ pela tarde. Leve com você a garrafa de chá, para seu trabalho ou para onde tenha que ir passar o dia!

 

2. Chá verde com rodelas de gengibre: Para 1 litro de água: 1 colher de sobremesa rasa de folhas frescas de chá verde (observar as marcas para comprar a erva fresca). Depois de pronto, em infusão com água morna por uns 5 minutos, coe transferindo para uma garrafa e adicione 3 rodelas finas de gengibre. Bebe gelado, aos poucos, ao longo do dia.

 

– ATENÇÃO:

 

  • Ambos os chás não são recomendados para quem tem pressão alta.
  • Chá verde não é recomendado para quem tem gastrite.
  • Essas bebidas não excluem a necessidade de beber água. A quantidade para o consumo de água pura é de 35ml x peso kg. Isto é, uma pessoa que pesa 57kg = 35 x 57, ela precisa, no mínimo, 1,9995 litros de água por dia!
  • Nunca ferva as folhas ou flores de chá, apenas aqueça a água para que fique bem quente, apague o fogo e deixe em infusão por 5min a 10min.

______

 

Usar 2 colheres de sopa de vinagre de maçã orgânico misturado em 100ml de água morna, 2x ao dia, antes do almoço e antes do jantar.

 

– ATENÇÃO EXTRA:

 

  • Nenhuma receita é milagrosa e só tem efeito com um estilo de vida favorável à saúde, incluindo alimentação equilibrada.
  • Consulte médico nutrólogo ou endocrinologista, regularmente, e faça exames de rotina, avaliando os hormônios: TSH, T3 e T4, glicose, insulina, cortisol. Um acompanhamento médico junto a um profissional nutricionista é uma parceria ótima para resultados excelentes.

 

2 Comentários

  • Emilia

    Muito boa essas dicas.

    • Ana Paula Surita

      Que ótimo, Emília, fico feliz que tenha gostado! Aproveite e baixe meu e-book que está disponível através de um link na página inicial e faça bom proveito!

Deixe uma resposta